O QUE É A GLORIA DE DEUS?

03/09/2011 13:58
O que é a glória de Deus?

A glória de Deus é a revelação de seu próprio ser, da natureza e da sua presença para a humanidade, algumas vezes acompanhada de fenômenos físicos, como relâmpagos e trovões (Novo Dicionário Bíblico).
No Velho Testamento, encontramos Moisés pedindo ao Senhor que lhe mostrasse sua glória (Êx 33.18). Ele já conhecia o Senhor e o seu poder (Êx 3.1-6). Moisés já havia contemplado o agir sobrenatural de Deus por meio das 10 pragas que recaíram sobre o Egito, testificando o poder do Senhor, julgando os “deuses egípcios” e revelando o seu cuidado com Israel (Sl 78.1-69). E, mesmo assim, ele pediu ao Senhor que lhe mostrasse sua glória. E Deus então lhe respondeu: “Farei passar toda a minha bondade diante de ti, e te proclamarei o nome do Senhor; terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e me compadecerei de quem eu me compadecer.” (Êx 33.19).

E, ao contemplar a glória do Senhor, ali no monte, Moisés ouviu o próprio Deus proclamar seus atributos e a majestade de seu caráter (Êx 34.5-8). Diante disso, a reação de Moisés foi adorar ao Senhor (v. 8).

O que a manifestação da Glória de Deus produz no coração do homem?

A manifestação da Glória de Deus leva o homem a reconhecer a grandeza de Deus e a pequenez e indignidade do homem, levando-o a se humilhar e pedir perdão para poder adorar ao Senhor.

O texto de Êxodo nos diz que Moisés se curvou e adorou, pediu a presença do Senhor entre o seu povo e que Deus perdoasse as iniqüidades de Israel (Êx 34.8-9).

Muito tempo depois, o profeta Isaías também contemplou a glória do Senhor, em sua presença manifesta no templo de Jerusalém, e teve a mesma reação de Moisés (Is 6.1-8).

Isaías disse: “Ai de mim! Estou perdido! Porque sou um homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!” (Is 6.5). A manifestação da santidade de Deus nos conduz ao confronto com nossos erros e nos conduz ao arrependimento. O arrependimento nos leva à santidade. Isaías teve os seus lábios purificados pela brasa do altar, que era o método usado no Velho Testamento para a purificação dos pecados, isto é, um animal sem mancha ou defeito, era sacrificado no lugar do pecador, e oferecido em holocausto. O altar e suas brasas vivas falavam da justificação do pecador diante de Deus no Velho Testamento.

No Novo Testamento, depois que Jesus, o Cordeiro de Deus, veio ao mundo e deu a sua vida por nós no Calvário, a remissão dos nossos pecados, a partir de então é feita por intermédio, não da brasa do altar, mas do sangue de Jesus.

Os céus proclamam a glória de Deus – Sl 19.1

Assim como a natureza esta sendo destruída (desmatamento, poluição, matanças), assim a manifestação da Gloria de Deus nos corações estão raras.

Faça se na terra como no céu – Mt 6.10

Aqui começa uma nova adoração:

Anjos e 4 seres viventes: Ap. 7.11

24 anciãos: Ap. 4.4 e 10; 5.8; 11.16 e 19.4

Serafins: Is 6.2 e 6.

O homem pode ver Deus, ou ver a glória de Deus?

Adão – Gn 3.8-10

Moisés – Ex 33.19

Isaías – Is 6.1-5

Ninguém viu – Joao 1.18 – A quem o Unigênito revelou?

Jesus revela um Deus amoroso, de Graça e perdoador. Neste caso aqui Jesus não esta se preocupando em revelar a forma física de Deus e sim Sua natureza.

O que significa ser transformado de glória em glória?

Ser transformado de glória em glória significa, na vivência humana, passar por experiências profundas na comunhão com Deus e ter o caráter transformado pelo Espírito Santo, tornando-se semelhante a Jesus.

Desta forma, cada crente, na convivência com o Espírito Santo vai sendo santificado, desarraigado deste mundo e tornando-se à semelhança de Jesus, o varão perfeito. Esta santificação é primordial como preparo do cristão para a volta de Jesus (1Jo 3.3; Ef 5.26; Ap 19.7-8).

Sabemos que o adorador se torna semelhante ao deus ao qual ele adora (Sl 115.8). Este princípio nos leva a adorar mais ao Senhor, buscando santidade...

Glória Shekina, Glória Kabot e Icabô

Existem duas palavras que expressam a glória de Deus. Elas são: Kabod e Shekinah.

Kabod – Se refere à manifestação da presença de Deus como um peso, é o “Peso da Glória” é quando Deus em sua totalidade revela a Sua santidade humilhando o pecado.

Shekinah – SKN – Não existe na Bíblia a palavra Shekinah. Ela foi adotada por alguns rabinos e Pais da Igreja para se referir à manifestação visível da presença de Deus, se referindo à habitação de Deus em lugares e coisas. Contudo segundo a história e cultura, Shekinah também é uma deusa Suméria, sendo uma das manifestações da deusa Lilith.

Icabô - significa “sem nenhuma glória”. “Icabô” é o desfecho de um processo de desobediência, insubmissão e corrupção. É chegar no limite. Sem qualquer força, disposição ou coragem.

I Sm 4.19-22.

Tipos de Maninfestação da Glória de Deus

Efeitos Especiais - Monte – Ex 19.14-20

Rosto florescer – Moisés – Ex 34.29-30

Super força – Sansão – Jz 15.15-16

Cair no Poder – Daniel – Dn 10.9

Línguas – At 2.1-4

Como trazer a Gloria de Deus.

Arrependimento

Adoração

Nós temos q nos manifestar – Rm 8.19

A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus.

Na paz daquele que se revela a nós.